Premiação

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Joinville - SC.

30/11/-0001

Marcilio Soares Um dos mais consagrados Artista Sacro da atualidade. Obra: O Bom Pastor. - Joinville, SC. Em suma, a teoria define a Arte Sacra como uma forma de conhecimento litúrgico. Envolve o domínio de uma ampla gama de técnicas e habilidades específicas, e em suas expressões mais ambiciosas, pretende-se englobar o domínio de todas as técnicas e habilidades, significando uma abrangência de todo o conhecimento teológico disponível formando uma linguagem universal. Os teóricos enfatizavam as relações da Arte com o conhecimento especulativo, o tipo de conhecimento mais elevado, abstrato, mas estão cientes de que o conhecer este, indissoluvelmente ligado a um estudo metódico, de caráter muito próximo do científico, dos objetos naturais e do legado da Antiguidade. Marcilio Soares ao pintar o Ícone na parede do Altar da Comunidade Nossa Senhora de Lourdes no bairro Comasa na Cidade de Joinville Santa Catarina, dedicou se expressivamente no movimento ético e estético, teoria e prática. Grande era, então, a responsabilidade do artista como o porta-voz de toda a sua cultura, expressando seus ideais e expectativas, definindo identidades individuais e coletivas, instruindo e educando o seu público, e, no caso da obra sacra, contribuindo com uma catequese permanente, já que a arte sacra é considerada uma interface efetiva entre Deus e o homem. De qualquer forma,nessa obra, ele ficou atento para o fato para que toda representação fosse teológica mas procurou fazer com que essa ficção fosse eficiente a ponto de ser um instrumento de acesso à Verdade, pois assim não seria uma simples Obra ilusionista, mas reveladora, não faz algo parecer belo, mas fez aparecer a verdadeira Beleza, através de um processo essencialmente Técnico e litúrgico. A essência ilusória desta obra foi melhor exemplificada no sistemático uso da perspectiva, o elemento estruturador do espaço planar mais poderoso da representação pictórica desta obra do Artista e que na pintura foi usado nos relevos sob os mesmos princípios. A perspectiva implica a organização da imagem com sabedoria a partir de um único ponto de vista centralizado, determinando proporções entre as figuras numa progressão decrescente para os elementos que estão mais afastadas do primeiro plano, orientando também o desenho da cena. O resultado era um espaço unificado e coerente que subordinava todos os seus elementos constituintes a um único princípio estruturador, conseguindo assim um excelente resultado ilusionístico que imita com sucesso a percepção visual do observador de uma cena tridimensional real. São Obras como esta que fazem de Marcilio Soares um dos mais consagrados Artistas Sacro da atualidade. Miltom Tocharda . - Critico de Arte. Coordenadoria Nacional de Museus.

Nacionais

Internacionais